A sua empresa trabalha com dados dos clientes? Dicas de como criar um plano de adequação à LGPD

Dados de clientes? Saiba criar um plano de adequado à LGPD

De acordo com a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – 13.709/2018, qualquer empresa que tem acesso aos dados pessoais dos clientes, funcionários e fornecedores, terá que seguir uma série de procedimentos e medidas de controle para se adequar a nova lei LGPD. As empresas que trabalham com os dados dos clientes e funcionários terão que solicitar não apenas o aceite e o consentimento do titular dos dados, como também informar para qual finalidade estes dados foram coletados, e como serão armazenados, tratados e descartados.

A pesquisa de satisfação tem como principal objetivo coletar feedbacks dos clientes e medir a satisfação dos consumidores. E, por se tratar de informações e dados pessoais dos cliente e/ou funcionários terá que seguir a legislação:

Art. 1º a lei dispõe sobre o tratamento de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, por pessoa natural ou por pessoa jurídica de direito público ou privado, com o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade (…). 

As empresas de diversos segmentos e tamanho terão que se adaptar e conscientizar os colaboradores e os clientes da importância de formalizar e registrar os processos. A atualização, o tratamento, e o descarte dos dados serão estruturados de acordo com as necessidades de cada área. Mas terão como base as mesmas exigências da LGPD.

Pontos importantes para criar um plano de adequação e proteger os dados dos seus clientes e da sua empresa:

  • Elaborar um plano de boas práticas com procedimentos e medidas de controle
  • Conscientizar os colaboradores, realizar treinamentos e obter certificações
  • Incluir termo de consentimento nos cadastros, e-mail, entre outros
  • Descrever para o cliente de forma clara como os dados serão tratados, armazenados e descartados
  • Oferecer uma forma de disponibilizar os dados aos titulares toda vez que for solicitados
  • Elaborar relatórios de proteção de dados
  • Verificar se cada processo está em conformidade com a LGPD
  • Implementar programa de governança em privacidade e aplicar mecanismos de supervisão internos e externos
  • Elaborar planos de resposta a incidentes e medidas preventivas
  • Demonstrar a efetividade do seu programa de governança em privacidade

Além das dicas descritas acima, é necessário adaptar cada departamento da empresa para manter um alinhamento e garantir a proteção e privacidade dos dados. E saber quais setores serão acionados em caso de incidentes para que não ocorra danos maiores que prejudique não só os clientes como também a empresa.

A Only ask está em processo de adequação à lei LGPD 13.709/2018, e empenhada para manter a privacidade e garantir a proteção do titular, assumindo a total responsabilidade em garantir a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados.

 Confira mais informações sobre a LGPD e como se adequar a nova lei!

LGPD

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Veja também

Descubra a percepção dos seus clientes utilizando pesquisa NPS

Descubra o que o cliente pensa, usando pesquisa NPS

O Net Promoter Score (NPS), tem como principal objetivo medir a percepção do cliente e o nível de satisfação por meio de uma simples pergunta: “Em uma escala de 0 a 10, qual a probabilidade de você recomendar a empresa para um familiar ou um amigo?”.

Ver post